28dez

Reforma de casa: veja por que é bom trocar os móveis também

Reforma de casa: veja por que é bom trocar os móveis também

Mudanças sempre trazem algum ponto positivo, principalmente quando relacionadas ao lar. O fato é que, em algum momento, toda pessoa sente vontade de investir na reforma de casa. Isso porque o processo permite otimizar espaços, personalizar ambientes e adequar a composição ao gosto e preferências dos moradores.

Independentemente do tipo de intervenção envolvida na obra, é importante garantir que o resultado seja compatível com os objetivos dos proprietários e, claro, traga um visual equilibrado e harmônico. Para isso, a troca dos móveis se faz necessária na maioria dos casos.

Quer bons motivos para adotar essa ideia e dar um up na sua casa? Siga a leitura e confira!

As superfícies recebem novos acabamentos

As principais superfícies tendem a ser protagonistas em uma reforma de casa. Estamos falando de paredes estruturais, divisórias, pisos e teto. São elementos escolhidos porque permitem mudar rapidamente o visual dos ambientes com trabalhos de pintura e aplicação de outros materiais.

Pretende trocar o revestimento escuro do piso por uma opção mais clara? Vai mudar as cores de uma ou mais paredes? Quer incluir novas texturas em um forro de gesso? Saiba que esses trabalhos alteram o aspecto dos cômodos e precisam ser considerados antes de pensar na execução de um projeto.

Quanto mais informações adicionadas, mais difícil fazer com que combinem com o mobiliário e acessórios existentes. Um adesivo com estampas, um papel de parede listrado, um painel de pedras, uma cerâmica com efeito tridimensional… São todos acabamentos que exigem investimento em novas soluções.

Os ambientes podem ter seus tamanhos alterados

Grandes reformas costumam envolver a remoção ou adição de paredes, o que muda totalmente o tamanho dos recintos. Com a inclusão de uma divisória, por exemplo, a sala de jantar espaçosa passa a dividir área útil com um novo escritório ou despensa. Já com a derrubada de uma parede, a sala de jantar pode ser integrada à cozinha.

Um cômodo que ficou menor precisará de elementos que encaixem perfeitamente no espaço que restou, enquanto um ambiente que foi aumentado vai demandar peças adicionais que possam preencher as áreas inutilizadas. Percebe como se trata de uma mudança significativa? Em todo caso, os móveis precisam acompanhar essa evolução.

Dependendo do tipo de intervenção, até o formato do espaço muda. Portanto, cabe a você buscar modelos funcionais e que harmonizem perfeitamente com o novo layout. Isso vale para qualquer objetivo, seja ele separar áreas, manter os ambientes integrados ou ocupar um recinto recém-criado.

As aberturas costumam ser reposicionadas

Uma reforma de casa também pode ter como finalidade alterar a configuração das aberturas (portas, janelas, portões). Quando isso é possível, muitos proprietários aproveitam a oportunidade para aumentar as dimensões dos vãos — a fim de receber mais luz e ventilação natural — ou simplesmente para atualizar os modelos das esquadrias.

Em todo caso, é esperado que a mudança tenha influência na configuração dos cômodos. A área anteriormente ocupada por uma janela que foi removida, por exemplo, pode ser preenchida por uma nova estante de livros. Já uma porta que foi adicionada para dar acesso à varanda elimina a parede que antes abrigava um móvel — que poderia ser um aparador, mesa de canto e até prateleiras.

A adição de paredes também interfere nesse aspecto. Digamos que você transformou uma grande sala com duas janelas em dois quartos pequenos. Em um desses dormitórios, a janela ficou bem no centro, no outro, permaneceu no canto. Logo, a disposição dos móveis será diferenciada e exclusiva para cada quarto.

A residência ganha um novo estilo

Se a reforma tiver uma finalidade mais decorativa, há grandes chances de o estilo da residência mudar. Essa atualização é importante, uma vez que novos materiais e soluções surgem de tempos em tempos no mercado. E, para quem não abre mão de seguir tendências, repaginar o visual da casa é essencial.

Uma composição trabalhada com elementos clássicos pode ser simplificada e trazer uma cartela de cores mais neutra. Quem sabe, ganhar um toque contemporâneo ou ser totalmente inspirada no minimalismo? Seja qual for a escolha, é importante buscar móveis que tenham relação com o tema para não criar contrastes indesejados.

Mesmo que você não componha um estilo completo ou temático, provavelmente terá vontade de incluir novos acessórios e objetos decorativos. Nesse caso, considere o design das novas peças para adquirir modelos de mobiliário que sigam essa mesma linguagem.

A reforma de casa muda tudo

Ficou claro que há vários motivos para trocar de móveis quando resolver fazer uma reforma, certo? A questão é que esse tipo de obra muda tudo! Não importa se a mudança foi apenas nos detalhes das cores ou se gerou alterações significativas na estrutura. Uma coisa é certa: nada fica como antes.

Quando você começa a propor projetos de interiores ou intervenções mais drásticas, percebe que sempre tem algo a ser incluído, melhorado ou até eliminado na atual configuração dos cômodos. Portanto, trocar os móveis é, sim, fundamental para acertar na composição e deixar a casa com a sua cara!

A melhor maneira de obter um ambiente adequado às suas necessidades é investir em modelos planejados. Afinal, estamos falando de peças desenvolvidas especialmente para cada caso. Com eles você consegue aproveitar a casa ao máximo, definir o acabamento de acordo com suas preferências de estilo e, inclusive, desfrutar de produtos mais duráveis e resistentes.

Os móveis planejados são perfeitos para quem não abre mão de um projeto único e diferenciado, capaz de valorizar cada cantinho do espaço de moradia. Se você busca exclusividade, essa, com certeza, é a escolha certa para mobiliar a residência por completo.

E então? Ficou com vontade de buscar soluções inteligentes para incorporar à sua próxima reforma de casa? Tenha em mente que os móveis proporcionam conforto e, ao mesmo tempo, embelezam o lar. Por isso, devem ser de qualidade e adaptados ao local em que serão mantidos.

Curtiu as informações deste artigo? Então não se esqueça de fazer cadastro em nossa newsletter, hein? Com a assinatura, você recebe as próximas publicações diretamente em seu e-mail!