09abr

7 dicas para quarto infantil que você não pode perder

7 dicas para quarto infantil que você não pode perder

Combinação de cores, escolha do mobiliário e uso de bons recursos de iluminação são passos básicos para transformar um ambiente. Isso também vale no momento de decorar os dormitórios dos pequenos — espaços que cada vez mais se transformam em refúgios para exercer a criatividade.

Portanto, se você busca dicas para quarto infantil, não pode perder o conteúdo que elaboramos sobre o assunto. Acompanhe os tópicos a seguir e se inspire com soluções que certamente vão encantar a criançada!

1. Parede com estampas divertidas

Difícil pensar em decoração de espaços infantis sem cores e elementos lúdicos, certo? Por isso, uma ótima maneira de agregar informação sem pesar no visual é fazer uso de estampas divertidas e que remetem às preferências das crianças.

Para incorporá-las às divisórias do quarto, você pode apostar nos adesivos ou papel de parede. Esses materiais são fáceis de encontrar e apresentam padrões variados. Há modelos com figuras abstratas, desenhos de animais ou personagens, listras, arabescos e muito mais!

Outra possibilidade é a pintura com estêncil, uma técnica que permite aplicar símbolos, letras ou imagens específicas (flor, nuvem, barco) sobre uma superfície. Nesse caso, basta criar moldes com o formato desejado, posicioná-los na parede e aplicar tinta no centro do estêncil.

2. Nichos e prateleiras com brinquedos

Antes de pensar em adquirir inúmeros quadros, porta-retratos e pôsteres, que tal aproveitar o que a criança já tem para repaginar o visual do quarto? Isso mesmo! Brinquedos, jogos, revistas, coleções e demais pertences também podem fazer parte da decoração.

A proposta é instalar longas prateleiras e nichos em paredes que são pouco aproveitadas. Sobre essas superfícies você consegue distribuir várias peças (ursinhos, bonecos, carrinhos) de modo que fiquem expostas e organizadas. A solução enfeita e, ao mesmo tempo, otimiza o espaço — mantendo tudo visível e evitando que as coisas fiquem jogadas pelo chão.

3. Móveis ergonômicos e funcionais

As dicas para quarto infantil geralmente se limitam às cores e formatos dos móveis. Embora importantes, há outros aspectos a considerar para garantir conforto e praticidade no dia a dia da criança. O principal é a ergonomia, que permite adequar as dimensões do produto ao peso e tamanho dos pequenos.

Assim, se o quarto contar com um cantinho de estudo, por exemplo, é interessante que traga modelos de mesa e cadeira com opção de regulagem (largura e altura). Esse cuidado fará com que as peças se adaptem a diferentes necessidades e ao crescimento da criança.

Já a funcionalidade pode ser obtida com móveis planejados de acordo com as características do dormitório. Em um único projeto, é possível definir as dimensões das peças e detalhes relacionados ao acabamento — nesse caso, vale apostar em modelos coloridos e alegres.

4. Tecidos com diferentes padrões

Essa dica é tão prática que funciona em qualquer ambiente. A ideia consiste em variar todos os tecidos que compõem o quarto infantil para adicionar novas texturas e atualizar o estilo decorativo. É ideal para espaços pequenos que não podem receber tantos artigos e acessórios.

Para obter melhores resultados, invista em peças com tonalidades, fibras e estampas diferenciadas. Também é possível pensar em compor jogos de tecidos que criem um visual harmônico: uma cortina azul-marinho, um tapete azul-claro e roupa de cama branca, por exemplo.

Outros exemplos de materiais que podem ser trocados com frequência são mantas, cobertores e até capas de almofadas, pufes e futons. A variedade de opções facilita na hora de planejar a composição que vai predominar no dormitório a cada semana.

5. Pontos focais com cores

Um truque incrível para quebrar a monotonia de ambientes neutros é criar pontos focais com tonalidades chamativas. Nesse caso, é preciso escolher uma área ou superfície específica do cômodo e, sobre ela, adicionar cores que contrastem com a cartela trabalhada no local.

Veja algumas dicas para quarto infantil que você pode usar para obter pontos focais:

  • porta com revestimento: a porta do quarto infantil ganha destaque ao receber revestimentos com tons vibrantes. Para isso, você pode cobri-la com papel de parede ou com algum tecido estampado;
  • persiana colorida: a janela também pode se tornar ponto focal com uma persiana vertical ou horizontal. Há modelos com cores alegres (verde, laranja, roxo), com listras e outros efeitos;
  • parede lousa: com tinta especial em tom de preto ou verde-escuro, é possível pintar uma região da parede para criar uma camada que simule as tradicionais lousas utilizadas nas escolas. Sobre ela, a criança consegue desenhar e escrever com giz branco ou colorido.

6. Luminárias criativas

A iluminação é outro aspecto que faz toda a diferença na atmosfera dos quartos infantis. Nesse sentido, vale ir além da solução tradicional (lâmpada centralizada) e procurar recursos que ajudem a deixar o espaço mais atraente para os pequenos.

Uma ideia que valoriza a decoração e pode contribuir com o sono das crianças é a claridade indireta. Para obtê-la, basta dispor pontos de luz em diferentes áreas do cômodo, a fim de criar sombras e efeitos interessantes.

A luz amarelada também é ideal por proporcionar um clima aconchegante e espantar o frio nos dias de inverno. Ela está disponível em lâmpadas de LED — mais eficientes, duráveis e econômicas — para ser usada em luminárias de parede, de teto, de piso e até pendentes.

É possível, por exemplo, contornar um espelho com cordões de luzes (estilo camarim), destacar o forro com spots embutidos, enfeitar os móveis com mangueira luminosa e distribuir luminárias de mesa sobre a cômoda, escrivaninha e prateleiras.

7. Itens de segurança

É claro que o fator segurança não poderia faltar em um dormitório de qualidade. Felizmente, muitos recursos utilizados para a proteção das crianças têm um visual discreto que não prejudica a estética empregada na decoração.

Para os mais crescidos, um piso com acabamento antiderrapante é suficiente para garantir que danças e outras brincadeiras não resultem em quedas. Também é importante se certificar de que elementos grandes, como móveis antigos, estejam bem posicionados para que não caiam sobre os pequenos.

O projeto de quarto para bebês, por outro lado, exige cuidados redobrados. É fundamental investir em recursos como tela nas janelas, grade para berço, protetor de tomada, protetor de quina (para cobrir cantos pontiagudos) e protetor de porta (prevenir ferimentos nos dedos da criança).

As dicas para quarto infantil funcionam muito bem quando aplicadas de maneira isolada, mas nada impede que você combine diferentes soluções. Em todo caso, procure deixar uma pequena área livre para que a criança possa se mover com conforto, brincar tranquilamente e dar asas à imaginação.

Gostou deste conteúdo? Você também pode conferir novos artigos do blog por meio das redes sociais. Acesse e curta a nossa página no Facebook para acompanhar as próximas publicações!

Powered by Rock Convert