28mar

Móveis para casa: como escolher um novo mobiliário ideal?

Móveis para casa: como escolher um novo mobiliário ideal?

Comprar móveis para casa não é algo que você faz com tanta frequência, certo? Por isso, procure aproveitar a troca do mobiliário antigo com bastante tempo. Assim, você pode pesquisar diferentes opções, fazer comparativos e encontrar as peças ideais.

Esse cuidado permitirá deixar os ambientes com a cara dos donos, além de evitar arrependimentos com modelos que duram pouco ou que não têm nenhuma relação com a decoração. São vários os aspectos a considerar antes de ir às lojas — e muitos deles estão listados neste post.

Portanto, siga a leitura e descubra o que fazer para acertar na escolha de móveis novos!

Pense no local de uso

Não importa se o seu objetivo é mobiliar a residência inteira do zero ou substituir as peças de um único ambiente. Em todo caso, é fundamental pensar nas características do local onde os móveis serão mantidos. É uma área interna ou externa? O lugar é utilizado para descanso, lazer ou trabalho?

Refletir sobre esses pontos faz toda a diferença na adequação dos espaços. Sem contar que todo mundo deseja receber bem os amigos e a família em qualquer lugar, seja dentro ou fora de casa, não é mesmo? Por isso, faça o exercício de avaliar cada detalhe do local de uso: se é seco ou úmido, coberto ou ao ar livre, grande ou pequeno.

Jardins e sacadas abertas, por exemplo, costumam ter contato constante com a poeira, sol e umidade. Por isso, demandam móveis resistentes e fabricados com materiais específicos. Em vez de produtos de ferro, que sofrem oxidação, priorize modelos feitos de inox, alumínio ou madeira impermeabilizada.

Considere o tamanho dos ambientes

Outro ponto que deve ser considerado no momento de buscar novos móveis para casa é o tamanho dos cômodos. Parece exagero, mas um simples descuido pode resultar em espaços apertados, pouco funcionais e com aspecto bagunçado — e você não querer viver em um lugar assim, certo?

A melhor maneira de evitar problemas é fazer uso da boa e velha fita métrica. Isso mesmo! Você deve tirar as principais medidas dos ambientes para ter noção real das dimensões.

Se possível, anote tudo em um papel para levar junto no dia em que for à loja. Assim fica fácil escolher peças que se encaixam nos lugares sem comprometer os corredores e áreas de circulação.

Esse planejamento de acordo com o tamanho funciona para qualquer recinto, seja um banheiro pequeno, uma cozinha americana ou uma ampla sala de jantar.

Faça um levantamento de suas necessidades

Como é a rotina da sua família? Quanto moradores há na casa? Quais tipos de atividades costumam ser realizadas dentro e fora da residência? Esses questionamentos simples ajudam a entender melhor as necessidades e desejos de cada pessoa que habita o local.

É importante ter em mente que as prioridades de um casal com crianças pequenas podem ser dispensáveis para um indivíduo que mora sozinho. Logo, além dos móveis básicos para cada ambiente, você precisa selecionar peças que possam facilitar seu dia a dia na residência.

Se precisa caprichar na organização dos pertences, por exemplo, procure armários com diferentes compartimentos e gavetas. Se quer dividir cômodos integrados sem criar barreiras visuais, que tal investir em uma estante vazada ou em um aparador baixo? Cada móvel deve ser útil, bonito e funcional.

Defina seu estilo de decoração preferido

Toda pessoa tem um tema com o qual se identifica e que costuma determinar o estilo decorativo dos ambientes. Por isso, se você ainda não parou para pensar na linguagem que a composição deveria seguir, talvez esse seja o momento ideal.

Aproveite que vai comprar móveis para a casa e já defina um estilo de decoração que possa valorizar os ambientes. Buscar novos elementos com cores, formatos e estampas diferenciadas é uma ótima maneira de dar um up na residência e montar espaços exclusivos.

No caso dos móveis, é fundamental ficar de olho no design e tipo de acabamento. Se o recinto tem um visual minimalista ou moderno, o ideal é usar peças mais simples, em tons neutros e com linhas retas. Já um cômodo retrô fica bem com mobiliário ornamentado, trabalhado em curvas e cores fortes.

O material empregado na fabricação da peça também deve ser observado. Modelos em madeira clara ou escura costumam funcionar bem em todo tipo de composição, do clássico ao contemporâneo. Ainda assim, vale pensar em diferentes combinações antes de tomar uma decisão.

Não tem erro se você observar as características que predominam em cada ambiente. Apenas evite o excesso de peças diferentes, pois isso pode comprometer a estética como um todo. O segredo da harmonização está no uso de móveis que tenham algo em comum, seja o material ou desenho.

Priorize a qualidade do produto

Se tem algo que você não deve abrir mão é a qualidade dos modelos. Afinal, estamos falando de peças que permanecerão em sua casa por anos. Pense nisso e dedique um bom tempo em pesquisas para conhecer as lojas e suas linhas de produtos.

Se possível, se informe sobre o processo de fabricação dos móveis. Que tipo de matéria-prima é utilizada? Quais técnicas são empregadas? Há tecnologia envolvida? Essas dúvidas podem ser sanadas com base em informações contidas nos sites das empresas ou diretamente com os vendedores.

Os móveis em MDF e MDP, por exemplo, costumam apresentar excelente custo-benefício e são ótimas alternativas em relação à madeira maciça. Isso porque são feitos com materiais duráveis, resistentes e que permitem compor peças bonitas em diferentes estilos.

Personalize seus modelos

Por fim, se você ainda tem dúvidas e não quer se arrepender das compras, invista nos planejados. Eles têm como grande diferencial a personalização, que permite adequar as características das peças ao local em que serão colocadas. Quer algo melhor para otimizar os espaços e valorizar sua casa? Móveis planejados são ideais.

A partir de um projeto exclusivo, você consegue definir detalhes como cor, tamanho, formato e acabamento das peças. Por terem medidas editáveis, os móveis planejados também se adaptam a qualquer cantinho da residência — são muitas vantagens garantidas em uma única solução!

E então? Conseguimos ajudar você na busca pelos melhores móveis para casa? Enquanto não decide sobre isso, aproveite para anotar suas impressões acerca de cada dica deste post. Essa reflexão trará novas ideias e inspirações para deixar seu lar do jeito que sempre sonhou.

Se gostou do artigo e tem interesse em conferir publicações semelhantes, basta assinar a nossa newsletter e ficar de olho na caixa de entrada do seu e-mail!

Olá, tudo bem? Gostaria de informações sobre a Finger.