05jul

Quer saber como fazer uma decoração oriental na sua casa?

Quer saber como fazer uma decoração oriental na sua casa?

Muitas pessoas gostam de aproveitar estilos característicos de outros povos e países. Entre tantas opções disponíveis, a decoração oriental se destaca por prezar a harmonia e o equilíbrio. É uma estética fácil de identificar por ser delicada e, ao mesmo tempo, repleta de significados.

Assim como acontece com alguns temas do ocidente, esse tipo de composição pode misturar elementos de diversas culturas orientais. Em todo caso, o resultado fica incrível e faz com que espaços simples se transformem em refúgios agradáveis.

Quer saber mais sobre o estilo e descobrir se é a escolha ideal para a sua casa? Então, fique conosco e descubra como aplicá-lo!

Priorize móveis baixos

A mobília costuma apresentar pouca altura e molduras grandes. Nos quartos, por exemplo, as camas quase sempre são contornadas por plataformas de madeira. Essa estrutura que segura o colchão substitui os tradicionais pezinhos, fazendo com que o local de dormir fique bem próximo ao chão.

A baixa estatura também está presente em outras peças, como armários, cadeiras e mesas. A maioria delas apresenta acabamento em tons escuros e acessórios de metal. O estilo dos móveis é simples, baseado em formas puras e linhas retas (reforçando o sentido horizontal).

Um item que complementa os assentos e encostos é o futon. Esse elemento cumpre a mesma função que pequenos colchonetes e almofadas, mas geralmente apresenta maiores dimensões. Por causa de seu tamanho, pode ser mantido diretamente sobre o piso para forrar a área e garantir conforto.

Adicione muitos tapetes

A decoração oriental também se caracteriza pela utilização de muitos tecidos, especialmente os tapetes. Isso é uma vantagem para quem faz questão de ter uma casa aconchegante. O ideal é optar por peças amplas, que possam ser mantidas sob as camas, no piso da sala de estar ou em varandas.

As cores preferidas para os tapetes são o vermelho, rosa, preto e laranja. Mas nada impede que você inclua modelos com outras tonalidades. Inclusive, é comum a utilização de versões feitas de palha — ótima opção para compor os cômodos nos meses mais quentes.

Para complementar, invista nos tradicionais tatames. São espécies de esteiras que atuam como carpetes nos pisos japoneses. O ideal é utilizá-los como revestimento de áreas específicas da casa, como um cantinho de lazer, sala de ginástica ou de meditação.

Invista em divisórias leves

As casas orientais geralmente têm layout flexível. Isso é possível graças ao uso de estruturas verticais leves, que deslizam sobre os cômodos. Elas atuam como divisórias móveis que podem alterar a disposição dos recintos conforme a necessidade dos usuários.

Para se inspirar na ideia e alterar a configuração dos ambientes, você pode utilizar os famosos biombos. Os modelos de madeira são ideais para combinar com a temática. Dependendo da loja, você até encontra versões que combinam o material com tecidos estampados (pintura de cerejeiras, aves e outras figuras).

Portas de correr embutidas também são opções interessantes, principalmente se você dispõe de ambientes integrados e gostaria de separá-los de vez em quando. Nesses casos, basta instalar a nova esquadria no limite de encontro dos cômodos — a porta aberta se esconde dentro da parede, o que permite otimizar espaço!

Escolha cores suaves

Tons como branco, cinza e verde-claro são os mais adequados para transmitir calma e tranquilidade. Por serem discretos, harmonizam com qualquer ambiente. O ideal é priorizá-los nas principais superfícies da residência, como paredes, pisos e forros.

Apesar de ter uma base neutra, a decoração oriental também aceita a combinação de cores vibrantes. Opções como vermelho, pink e roxo podem surgir em um painel decorativo, nos tecidos dos quartos, nos estofados e nos objetos decorativos. É a melhor maneira de agregar um ar contemporâneo à composição.

Outras paletas que caem bem são aquelas que simulam a tonalidade de materiais naturais, como madeira, bambu e diferentes fibras. Isso significa que variações de marrom, creme e bege são sempre bem-vindas. Se o objetivo é obter um visual mais requintado, invista em detalhes dourados.

Inclua acessórios simbólicos

Como dito, uma composição com temática oriental pode conter elementos de diversas culturas. Logo, é importante observar as características de cada opção para determinar qual delas será trabalhada em sua casa — ou se você pretende misturar várias soluções.

O estilo japonês, por exemplo, tem uma pegada mais minimalista, se limitando ao uso de acessórios discretos: plantas, lanternas de papel e arranjos florais. Já o estilo indiano trabalha com maior variedade de cores, estampas e texturas — detalhes bastante visíveis em peças de arte elaboradas.

Se você não quer se prender a determinado tema, o ideal é aproveitar os símbolos com os quais mais se identifica. Pensando no Oriente, pode ser uma estátua de Buda, um quadro com desenho de flor de lótus ou uma toalha com estampa de peixes dourados.

Use elementos naturais

Tudo o que lembra a natureza tem lugar na decoração com estética oriental. Isso explica porque é comum a valorização dos quatro elementos: ar, fogo, terra e água. Não só a aparência desses recursos é bem-vinda, como também os sons que eles produzem.

Vale explorar o crepitar do fogo em uma lareira, o som da água correndo em uma fonte e o barulho que o vento produz em sinos de bambu, de conchas ou de madeira. Com relação à terra, a dica é empregá-la em vasos e em terrários preenchidos com plantas.

Por falar em plantas, é interessante apostar em várias espécies para obter formas, cores e texturas variadas. Você pode cultivá-las em recipientes dispostos no chão, em suportes pendentes ou em ripados — compondo uma espécie de jardim vertical.

Para finalizar, nada melhor que trabalhar com aromas especiais. Há uma infinidade de velas, incensos e difusores para escolher no mercado. Entre as essências mais indicadas estão sândalo, flor de laranjeira, baunilha doce e especiarias.

Pronto! Agora você tem a base para montar uma decoração oriental e deixar sua casa mais interessante. Use as nossas dicas como ponto de partida e transforme os cômodos aos poucos. Quando menos perceber, seu lar estará repleto de leveza e de elementos simbólicos.

Agora, se gostou do artigo e acredita que ele pode ajudar outras pessoas, compartilhe-o em suas redes sociais!

Powered by Rock Convert
Olá, tudo bem? Gostaria de informações sobre a Finger.