15set

A importância do ócio criativo

A importância do ócio criativo

Pode parecer contraditório, mas umas das principais chaves para ser tornar cada vez mais produtivo é o descanso. Isso porque o cérebro necessita de um tempo para relaxar, organizar as informações aprendidas e devolver em forma de novas ideias. Pensando nisso, elaboramos este artigo sobre ócio criativo para você entender um pouco mais sobre esse tempo só para você, como ele pode colaborar com seus projetos e que estímulos de relaxamento podem contribuir para esse momento.

Continue conosco, aprenda mais sobre o ócio criativo e sobre como ser produtivo mesmo em momentos de relaxamento e lazer!

O que é o ócio criativo?

A expressão “ócio criativo” foi criada pelo sociólogo italiano Domenico de Masi para explicar como um tempo livre ou o justo equilíbrio entre trabalho, estudo e descanso favorece a criatividade. Segundo ele, a alegria e a satisfação aumentam a capacidade inventiva e adaptativa e acarretam um melhor desempenho no trabalho.

Não se trata, no entanto, do que ele chama de ócio alienante, a preguiça, que em nada acrescenta. É o ócio criativo, uma tentativa de ter satisfação em todas as suas atividades para se libertar e produzir ideias.

Qual a sua importância para trabalhos criativos?

De Masi prega que o ócio criativo seja a união entre trabalho, estudo e lazer, de forma que se possa experimentar o valor gerado pelo trabalho, o conhecimento ocasionado pelo estudo e a alegria proporcionada pelo lazer. Todas essas esferas se retroalimentam e contribuem entre si para mais satisfação.

Com mais satisfação, o ser humano é mais feliz, pleno em sua vida e criativo naturalmente. Ele teria ideias produtivas em todas as esferas e, consequentemente, mais sucesso em todas elas. Mas a fórmula só funciona com esse justo equilíbrio.

Como aproveitar melhor esse momento?

Veja agora algumas dicas para aproveitar e estimular o seu ócio criativo em todas as áreas da vida e ter mais sucesso nelas.

Entenda os limites do seu cérebro

O primeiro passo é entender que nem sempre os momentos de ócio criativo vão resultar em ideias geniais. Às vezes, relaxar em frente à TV ou olhar uma paisagem, não vai devolver nada além disso. O ócio não é uma obrigação, mas começa com o prazer de aproveitar os momentos de verdade. Se você encarar como um exercício ou uma demanda, vai acabar estressando o seu cérebro.

Esteja preparado para anotar as ideias

Se as ideias podem vir quando menos se espera, é imprescindível que estejamos preparados para elas. Então, que tal manter um caderninho sempre por perto? Registrá-las no bloco de notas do celular, ou, quem sabe, fazer gravações de voz no smartphone quando a inspiração vier?

Relaxe e faça meditação

Além do lazer clássico, essa parte do ócio criativo pode ser exercida com meditação. A prática proporciona relaxamento, esvaziamento da mente de preocupações e traz bem-estar, podendo ser importante aliado para o cérebro humano.

relaxar e meditar

Ter um cantinho reservado na casa, com móveis planejados, é um estímulo e um convite ao relaxamento. Já se imaginou começar ou terminar o dia em um espaço especial, só para isso?

Como o ócio criativo funciona na prática?

Para De Masi, se o ser humano passa mais tempo “não fazendo nada” do que trabalhando, é preciso aproveitar esses momentos de maneira criativa e prazerosa. O sociólogo afirma que não adianta forçar o cérebro quando ele já está cansado e saturado. No entanto, quando estamos felizes e estimulados mentalmente, as ideias tendem a chegar de forma inesperada.

Assim, em vez de levar trabalho para casa, separe os momentos de lazer ou relaxamento para descansar seu cérebro, obter mais bem-estar e estimular que suas ideias voltem a fluir. Com essa prática simples, você conseguirá ser mais:

  • feliz;
  • criativo;
  • produtivo;
  • proativo;
  • determinado.

Como você viu, o ócio criativo pode ser um importante mecanismo para ajudar na criatividade e na produtividade de uma pessoa em vários campos de sua vida. De acordo com Domenico De Masi, sociólogo que inventou o conceito, pessoas felizes e estimuladas no trabalho, no estudo e no lazer, de forma igualitária, estão sempre obtendo satisfação nesses campos e vivem em perfeito equilíbrio.

ócio criativo

Um cérebro relaxado e satisfeito desenvolve mais ideias, inclusive em momentos em que menos se espera. Assim, tente ter uma vida balanceada e descansada e tenha sempre algo para anotar as superideias que podem vir dos seus momentos de ócio criativo.

Agora que você já sabe tudo sobre o assunto, que tal compartilhar o post nas suas redes sociais?

Olá, tudo bem? Gostaria de informações sobre a Finger.