19set

5 dicas de limpeza para manter os vírus longe da sua casa

5 dicas de limpeza para manter os vírus longe da sua casa

O surgimento do novo coronavírus despertou a necessidade de reforçar a limpeza da casa para deixar o seu lar longe dele e de todo tipo de agente nocivo à saúde. Mas como fazer isso de forma efetiva, tomando todos os cuidados, sem danificar móveis e outras estruturas? Pensando nisso, elaboramos este artigo com 5 dicas de limpeza para manter os vírus longe da sua casa. Vamos dar dicas sobre os desinfetantes certos para tal missão, acerca de como usar equipamentos de segurança na hora da limpeza e de que modo cuidar de peças como tapetes e capachos, que são mais suscetíveis à contaminação.

Se você quer manter sua casa limpa e sua família saudável, continue lendo, tire suas dúvidas e transforme sua rotina de limpeza.

1. Use desinfetantes

Na hora de desinfetar as mãos, todo mundo recorre à boa e velha combinação de água e sabão ou ao álcool em gel. Mas, e para casa, quais os produtos mais recomendados para uma limpeza eficiente, com variação de superfícies e de materiais?

Para o chão, banheiro, pias e louças, fica valendo a limpeza com o cloro, a água sanitária, ou até mesmo o álcool comum para eliminar qualquer resquício de vírus ou sujeira que tenha sido trazido da rua. No entanto, vale lembrar que tais substâncias são abrasivas e devem ficar de fora na hora de limpar móveis planejados, sob pena de alterarem a coloração da mobília de suas estruturas.

Para esses objetos, recorra à limpeza com um pano úmido (nunca encharcado) com sabão neutro não alcalino. Lembre-se de secar bem depois com um pano seco e macio. Essas combinações higienizam efetivamente as superfícies e não danificam os móveis.

Outra boa opção para pisos e paredes é empregar os desinfetantes multiuso, alguns com cloro e álcool na fórmula, mas que podem ser usados na hora de higienizar mais superfícies no resto da casa, como na cozinha. Alguns produtos, inclusive, são recomendados para acabar com o coronavírus. Use e abuse deles.

2. Utilize equipamentos de segurança

Uma outra preocupação que deve ser levada em conta na hora da faxina é a do uso de equipamentos de segurança. Afinal, você vai tocar em superfícies possivelmente contaminadas e que podem gerar perigo a sua saúde.

Assim, na hora da limpeza, opte por utilizar luvas resistentes e não descartáveis. Acrescente ainda aventais de plástico para proteger sua roupa de contaminação e de possíveis acidentes com material abrasivo, como o cloro, e cogite também um protetor facial, como os de acrílico.

Após a faxina, esse material todo deve ser lavado com água, sabão e cloro, ou higienizado com álcool a 70%.

3. Faça a higienização de plásticos, vidros e latas

A limpeza também deve ser reforçada nos itens que vêm da rua, como as compras, e podem estar com a presença do vírus em suas superfícies. Para evitar contaminação, ainda de máscara, faça a higienização de componentes como plástico, vidros e latas com um pano umedecido com um pouco de álcool a 70%. Outra possibilidade é lavar com água e sabão, aplicando uma esponjinha para retirar, além do vírus, resíduos como bactérias e outras sujidades.

E lembre-se de descartar as sacolas plásticas e de papel, pois o vírus pode aderir a essas superfícies também. Segundo um estudo publicado no New England Journal of Medicine, o coronavírus sobrevive em:

  • aço inoxidável por 3 dias;
  • plástico por 3 dias;
  • papelão por 1 dia;
  • cobre por 4 horas;
  • poeira ou em estruturas aerossolizadas de 40 minutos a 2h30m.

4. Lave as roupas com frequência

Se os cuidados com o que chega da rua são aumentados, eles também devem ser estendidos às roupas usadas. Elas precisam ser colocadas para lavagem o mais rápido possível e não devem ter contato com outras superfícies. Ou seja, nada de chegar da rua e sentar no sofá ou deitar em sua cama.

O ideal é ir direto para o banheiro, colocar a roupa para lavar — evite sacudi-la muito na hora de tirar para não dispersar possíveis vírus pelo ar —, tomar um banho e vestir peças limpas. A lavagem das roupas deve seguir o protocolo de cada tipo de malha, já que água e sabão são suficientes para matar o vírus. Lembre-se ainda de lavar com mais frequência toalhas de banho e roupas de cama.

Se for lavar as vestes na mão, não se esqueça de usar luva descartável. Se alguém estiver com suspeita de contaminação na sua casa, as peças dessa pessoa devem ser lavadas separadamente com água morna, detergente e secagem ao sol.

Aproveite ainda para fazer uma organização do seu closet, deixando vestuário de uso mais corriqueiro à mostra, guardando as mais sofisticadas — já que não podem ser lavadas a toda hora como manda o protocolo em tempos de pandemia — ou elegendo algumas roupas para “bater”, ou seja, vesti-las ao sair à rua e lavá-las com mais frequência, evitando maltratar seus modelos preferidos.

5. Lave os tapetes e capachos

Tenha cuidado ainda com tapetes e capachos que podem se transformar em intensos pontos de contaminação, já que lidam diretamente com a sujeira vinda da rua. O ideal é que tapetes da porta de entrada ou capachos sejam retirados, lavados e substituídos por um pano de chão umedecido com uma solução diluída de 50 ml de água sanitária para um litro de água. Se preferir, coloque esse pano úmido sobre o capacho e transforme-o em uma espécie de higienizador de solas de sapato.

Como vimos, todo e qualquer cuidado precisa ser tomado na hora de proteger seu lar em tempos de coronavírus. Mas é possível manter sua casa higienizada e livre não só desse novo agente causador de doenças, como de outros tipos de vetores. Então, reforce a limpeza dela com essas dicas de limpeza. Agindo assim, você evita a contaminação da sua família e aumenta o conforto e qualidade de vida no seu lar.

Agora que você já leu tudo sobre dicas de limpeza em tempos de coronavírus, que tal compartilhar nosso conteúdo nas suas redes sociais e ajudar outras pessoas?

Olá, tudo bem? Gostaria de informações sobre a Finger.