27out

Decoração sensorial: saiba o que é e qual a sua importância!

Decoração sensorial: saiba o que é e qual a sua importância!

Uma das tendências do momento é a de que a decoração não deve ter apenas a função de deixar um espaço bonito, mas também, a de provocar e aguçar emoções. Essa é a proposta da decoração sensorial, que tem por objetivo gerar bem-estar, estimulando os cinco sentidos.

Neste artigo, vamos explicar de que modo ela pode ser colocada em prática, respeitando o estilo de cada morador, mas tornando o espaço muito mais agradável. São dicas que passam pelo uso de formas e cores (visão), sachês e difusores (olfato), sinos e fontes (audição), arranjos comestíveis (paladar) e muito mais.

Continue lendo e transforme sua casa em uma experiência sensorial agora mesmo!

O que é decoração sensorial e por que é importante?

A decoração sensorial consiste na organização de objetos e na escolha deles com o intuito de estimular os cinco sentidos. Tudo isso, claro, conferindo beleza e conforto ao ambiente. Ela começou a ser utilizada para promover sensações em ocasiões especiais, mas passou a ser concebida, também, para uma decoração permanente com o mesmo intuito.

Esse tipo de estímulo se torna extremamente importante porque, além de tornar o espaço mais agradável e com mais bem-estar, é capaz de gerar lembranças por meio dos cinco sentidos.

Como investir na decoração sensorial?

Veja, agora, como organizar uma decoração sensorial com elementos que vão estimular os cinco sentidos, até mesmo, para aguçar o seu paladar. Confira as dicas!

Visão

A visão pode ser provocada na decoração a partir de objetos que reflitam cores, formas e luzes. Talvez seja um dos sentidos mais fáceis de ser estimulados nos projetos. Veja algumas ideias:

  • formas: aposte em objetos com formas inusitadas, geométricas e que podem estar, inclusive, na pintura de uma parede. Tudo dentro do seu estilo de decoração;
  • volumes: provoque o sentido por meio do volume de um objeto, com a dimensão de um tapete na decoração ou de uma almofada;
  • cores: é o elemento mais fácil de se trabalhar na hora de estimular a visão. Aposte em móveis coloridos, acessórios de uma determinada cor ou até em uma parede em um tom forte para quebrar a monotonia de uma decoração simples. Só tenha cuidado para não colorir demais e cansar, em vez de trazer bem-estar;
  • luz: aposte na iluminação natural, deixando a claridade entrar no seu espaço e favorecendo os ritmos biológicos dos moradores. Para a noite, opte por abajures charmosos, pendentes com luz direcionada e outras propostas que tornem seu espaço agradável.

Tato

O tato pode ser estimulado no contato com tecidos de diferentes toques, com plantas e cortinas esvoaçantes que estimulem o toque. Lembre-se: maciez e conforto geram sempre boas sensações. Confira:

  • tecidos: aposte em texturas diferentes, macias e confortáveis. Elas poderão ser percebidas no tecido que reveste o sofá, em mantas sobre ele, em uma cortina ou almofadas de veludo ou crochê, e que podem gerar o contraste no toque;
  • plantas: são aliadas na hora de tornar seu espaço agradável. Além do estímulo visual, elas podem representar provocação tátil, como uma samambaia que encosta em alguém que passa por um canto de uma sala;
  • peças em 3D: invista em painéis nesse formato, que podem ser feitos de madeira — outro elemento que remete ao conforto — ou em gesso.

Olfato

Estimule memórias afetivas por meio dos cheiros da sua casa. Pode ser com o uso de velas aromáticas, plantas ou difusores. Veja as ideias:

  • enfeites coloridos: podem ser usados com perfumes para casa ou aromatizantes, que podem ser personalizados;
  • sachês: é possível comprá-los prontos e colocá-los em prateleiras ou entre os livros;
  • difusores: também podem ser ótimas opções para perfumar o seu espaço com aromas refinados e marcantes;
  • plantas aromáticas: você pode apostar em cheiros naturais, como lavanda, manjericão e alecrim. Plante essas espécies e tenha uma casa perfumada e estimulada, também, no sentido da visão e do olfato.

Audição

Sua casa pode provocar sensações com barulhinhos bons, que ajudem a relaxar e a gerar bem-estar. Entre eles, sinos que indiquem a chegada de alguém, fontes com água e os chamados mensageiros dos ventos:

  • sinos: use sininhos na porta, que indiquem a passagem de alguém pelo local, ou no lugar de uma campainha sem graça;
  • fontes: fontes de água, que indiquem o movimento do líquido, são extremamente relaxantes e ajudam na trilha sonora do espaço;
  • lareira: o barulho do crepitar da madeira no fogo pode ser relaxante. Ele pode ser proporcionado se você investir em uma lareira que, além do estímulo auditivo, dará também conforto visual e tátil ao seu espaço.

Paladar

Quem achou que estimular o paladar na decoração sensorial seria uma missão quase impossível, enganou-se. Com arranjos comestíveis e até plantas frutíferas, é possível aguçar o paladar e dar um toque especial à sua casa. Veja algumas ideias:

  • arranjos comestíveis: misture frutas e flores que ofereçam a possibilidade de ser saboreadas, usando uvas, maçãs, ameixas ou morangos, por exemplo;
  • plantas frutíferas: enfeite sua casa com plantas frutíferas de pequeno porte, como minilaranjeiras, pitangueiras ou amoreiras. Além do sabor, elas enchem a casa com o cheirinho de adocicado das frutas e estimulam o visual, também;
  • bombons: você pode recorrer à boa e velha bombonière da vovó, aquela que todo mundo adorava “assaltar” e que povoou a infância de muita gente. Vale encher com bombons, balas e o que mais a imaginação mandar. Fica simpático e saborosíssimo para oferecer às vistas.

Como vimos, uma casa pode ficar muito mais acolhedora e agradável com uma decoração sensorial. Ela é usada quando escolhemos objetos e promovemos ações decorativas que ajudam a estimular a visão, a audição, o olfato, o tato e até o paladar. Afinal, quem não gosta de se sentar sobre um sofá macio, recostar-se sobre uma almofada fofa e sentir um cheirinho gostoso que pode vir de um difusor ou de uma planta aromática ou frutífera?

E o melhor, a tendência oferece diferentes combinações, de acordo com os seus gostos e seu estilo. Agora, é só pegar nossas dicas e começar a decorar. Se você gostou do nosso artigo e das dicas, que tal compartilhá-lo nas suas redes sociais?

Olá, tudo bem? Gostaria de informações sobre a Finger.