13set

Como usar o dourado na decoração? Veja 7 inspirações

Como usar o dourado na decoração? Veja 7 inspirações

Soluções clássicas são atemporais e tendem a cair bem em qualquer espaço. Tome como exemplo o uso do dourado na decoração. Essa tonalidade típica de um dos metais mais valiosos do mundo foi, por muitos anos, associada ao luxo e ao poder.

Hoje, sua aplicação continua servindo para dar destaque e agregar um toque de requinte aos ambientes. A vantagem é que bastam apenas alguns detalhes em dourado para obter um visual elegante. Dependendo das combinações, você também consegue criar estéticas mais modernas.

Seja qual for o seu objetivo, não deixe de se inspirar com as nossas dicas. Continue a leitura e veja 7 formas interessantes de aproveitar esse tipo de acabamento.

1. Nas molduras

Quem nunca se encantou com quadros ou espelhos que têm bordas bem trabalhadas? Essas molduras fazem toda a diferença no conjunto, principalmente quando envolvem acabamentos brilhantes. Você pode apostar em várias delas para contornar desde pôsteres até obras de arte expostas nas paredes.

Projeto: Dani Bonatto Interiores – Execução: Atrativa Finger Concórdia – Fotos: Júlio Gomes Filho

O dourado na decoração de molduras não altera muito o estilo do ambiente, por isso, é a opção ideal para quem está começando a brincar com essa tonalidade. Se a ideia é deixar tudo mais discreto, priorize peças lisas e retas para contornar os quadros e espelhos. Assim, o diferencial estará apenas na coloração metálica.

2. Em partes da mobília

Uma maneira fácil de levar o dourado para dentro dos recintos é aplicá-lo em detalhes dos móveis. Ele pode aparecer, por exemplo, na estrutura metálica de um aparador, no tampo de uma mesa e até nos puxadores de armários. Dá até para criar um fechamento espelhado com esse tom para cobrir nichos abertos.

cozinha planejada de mdf e mdp dourado na decoração

Projeto: Arq Juliana Rigolin – Execução: Finger Cascavel – Fotos: Rodrigo Vieira

Vale lembrar que as cores neutras são mais fáceis de combinar com elementos brilhantes, já que não adicionam muita informação ao projeto. Assim, se o objetivo é incluir pontos dourados na mobília, procure fazê-lo em peças bem claras ou escuras — branco, preto, cinza ou marrom.

Você pode personalizar do jeito que quiser com um acabamento de móveis planejados. Há muitas opções de cores, texturas e formas para chegar ao resultado desejado. A solução é vantajosa tanto para a produção de modelos individuais quanto de espaços inteiros.

3. Em revestimentos

Quer uma pitada a mais de brilho nas grandes superfícies da casa? Para isso, você tem uma série de materiais à disposição. Os adesivos e papéis de parede, por exemplo, ajudam a transformar as estruturas verticais sem a necessidade de trabalhos complexos, como a pintura.

Apenas tenha cuidado com a escolha da estampa presente nesses recursos, a fim de selecionar um modelo que transmita o estilo desejado. Para estéticas mais contemporâneas ou minimalistas, priorize padrões geométricos e listras (verticais ou horizontais). Caso queira uma pegada mais romântica, os arabescos e florais são boas apostas.

dourado na decoração cristaleira

Projeto: Polly Vaz Interiores – Execução: Finger Brasília – Fotos: Everton

Você também consegue usar o dourado na decoração de áreas molhadas, como cozinhas, lavanderias e banheiros. Basta que cubra alguma área desses ambientes com revestimentos que remetam ao metal de coloração amarelada. Eles podem ser:

  • os azulejos do backsplash;
  • as bancadas dos lavabos;
  • as pastilhas do box.
Revestimento metro metalizado

Projeto: Studio Lk – Execução: Edy Planejados – Fotos: Sidney Doll Fotógrafo

4. Nos tecidos

O tom do ouro está presente em várias peças de uso doméstico, por isso, não será difícil encontrar produtos para incrementar a decoração. Estamos falando de itens como cortinas, toalhas de mesa, capas de almofadas, colchas, mantas, passadeiras e, claro, os tapetes da casa.

O dourado pode ser aplicado em praticamente todo tipo de fibra ou material usado na confecção de tecidos. Tem até recursos naturais com o aspecto amarelado e brilhante do metal — como algumas palhas, o sisal e a juta.

Projeto: Dani Bonatto Interiores – Execução: Atrativa Finger Concórdia – Fotos: Júlio Gomes Filho

A parte boa de começar pelos tecidos está na facilidade para alterar o visual dos ambientes. Quando você enjoar das combinações, basta trocar as peças por outras com tonalidades menos chamativas. Se preferir uma solução mais permanente, a dica é investir em estofados dourados.

5. Nas luminárias

O brilho do ouro favorece a luminosidade dos cômodos. Já dá até para imaginar quão interessante esse tipo de acabamento fica em um espaço que recebe bastante luz natural. Assim, se você usá-lo em algum ambiente, procure deixar as janelas bem abertas para que o sol entre e seja refletido por peças metálicas.

dourado na decoração

Projeto e execução: Finger Passo Fundo

E como precisamos das luminárias no período da noite, que tal escolher algumas que ajudem a incluir mais dourado na decoração? Pendentes, arandelas, abajures lustres e até itens de iluminação para área externa podem ser encontrados nesse tom.

6. Em pequenos acessórios

Outra maneira prática de aproveitar a beleza do ouro é providenciar artigos decorativos que tenham essa coloração. Eles podem ter apenas função decorativa ou promover alguma utilidade, como guardar objetos ou expor memórias importantes da família. Veja alguns exemplos:

  • porta-retratos para enfeitar paredes de quartos;
  • vasos, floreiras e cachepôs para receber plantas;
  • bandejas para apoiar bebidas ou quitutes servidos em encontros;
  • esculturas de animais, de figuras religiosas ou personagens mitológicos;
  • fruteiras para apoiar alimentos;
  • letreiros para escritórios ou ambiente home office;
  • porta-trecos para locais de estudo.
puxador dourado nop

Puxador NOP – Dourado

7. Nos arranjos

Essa é a alternativa perfeita para quem não quer arriscar muito com o dourado na decoração. Afinal, consiste em aplicar o tom apenas em arranjos, de forma pontual. O objetivo é trazer a referência do metal sem alterar o estilo presente no recinto.

Um bom exemplo é amarrar velas aromáticas ou buquês de flores com fitas douradas. O acabamento brilhante do laço já será suficiente para valorizar o enfeite. Você pode usar a mesma lógica ao exibir objetos pessoais importantes, como coleções, troféus ou relíquias de família.

dourado no decor

Outra forma criativa é adotar o dourado apenas em composições de datas sazonais, como Natal, Páscoa e Dia das Mães. Nessas ocasiões, dá para aproveitar a beleza do tom para compor lindas mesas de refeições, ornamentar espaços para fotos e criar cenários temáticos.

Como você pôde ver, ideias não vão faltar na hora de usar dourado na decoração. Inclusive, nada impede que você trabalhe mais de uma dica no mesmo ambiente. O importante é chegar a um visual que reflita os gostos dos moradores e proporcione sensações agradáveis a todos que vão frequentar os espaços.

Se você gostou das sugestões deste artigo, compartilhe-o nas redes sociais para inspirar outras pessoas!

Olá, tudo bem? Gostaria de informações sobre a Finger.