12ago

Maximalismo: Inspire-se com esse estilo!

Maximalismo: Inspire-se com esse estilo!

Você já deve ter ouvido a máxima “menos é mais”, principalmente para a decoração, não é mesmo? E se eu te dissesse que nem sempre é assim? O Maximalismo é um estilo que permite uma maior liberdade criativa, podendo misturar tendências e personalizar seu ambiente de uma forma única.

Você já tinha ouvido falar nesse estilo? Se ainda não, continue lendo para conhecer todos os detalhes e inovar em sua decoração. Boa leitura.

O que é Maximalismo?

O Maximalismo é um estilo no qual “mais é mais”. Ele prioriza o exagero, o vibrante, sobreposições de estilos e tendências, entre outras possibilidades. Assim, ao invés de cômodos com tons de branco e cinza, pode abusar das cores, texturas e toques até de brilho para seu ambiente.

Sabe quando você escuta um “mas esse ambiente não vai ficar muito sobrecarregado? Não é melhor ser minimalista?”. Então, o Maximalismo é uma contraposição a isso. Por meio dele, é possível optar por incluir os itens que você gosta na decoração, gerando combinações interessantes e personalizadas. A ideia é entregar o máximo possível no seu projeto, evitando espaços vazios.

O Maximalismo surge como uma espécie de movimento de contracultura, para contrariar, justamente, o excesso de regras presentes nos estilos de decoração. Ou seja, a regra aqui é não ter regras!

O Maximalismo traduz o desejo que inspira as pessoas a criarem composições inesperadas e fantásticas, graças ao empoderamento interior que dá liberdade à criatividade e à expressão. Cada um pode usar o conceito da forma que convém, misturando o estilo tradicional com o moderno, o refinado com o simples, e assim criando uma abordagem “mais é mais”.

A necessidade de personalizar ambientes é um ponto que auxilia no crescente gosto pelo Maximalismo. O grande conceito desse estilo é contar histórias por meio do design, a fim de maximizar as experiências. O que vale, mesmo, é o significado de cada item presente no ambiente.

maximalismo

Esse estilo permite praticamente tudo: misturas, extravagâncias e até mesmo “descombinações”. O Maximalismo não se restringe apenas ao número de misturas utilizadas, mas também à quantidade de itens. É possível, assim, criar um ambiente monocromático e, ao mesmo tempo, maximalista. Claro que as misturas de cores e estampas dão personalidade a esse estilo, mas quem gosta de tons mais neutros pode utilizar o Maximalismo também.

Muito exuberante, é o oposto do tão aclamado minimalismo, e não devemos tirar essa característica dele. Cores como vermelho, laranja e amarelo são geralmente utilizadas; itens grandes, coloridos e com estampas diferenciadas também são bem-vindos.

quadros maximalistas

Quais são as principais características?

Se a personalização de acordo com os interesses das pessoas é uma das fortes características do Maximalismo, é possível falar em aspectos próprios do estilo? Na verdade, é sim. Vejamos os principais aspectos a seguir.

cores na decoração

Padrões do Maximalismo

Um primeiro aspecto do Maximalismo é que “quanto mais, melhor”, ou seja, criar espaços vazios não é a primeira opção do estilo. Assim, a proposta é ousadia para atingir os limites do projeto para o seu ambiente. Mas vejamos a seguir outros padrões que você pode encontrar nesse estilo:

  • padrões já conhecidos ganham outro nível, criando uma festa visual de cor e textura. Formas geométricas são selecionadas e ganham um peso maior, oferecendo uma sobrecarga de sensações;
  • florais também têm sua vez, tanto em paredes quanto em pisos. Plantas em vasos ou em buquês transformam o ambiente, criando uma “bagunça organizada”;
  • a criatividade e a autoexpressão geram paredes e pisos que apresentam formas livres e composições artísticas por meio de uma paleta de cores forte;
  • o cruzamento de estilos também é uma tendência muito forte. Utilizar elementos do clássico, gótico e moderno no mesmo ambiente não é só possível, bem como é desejável;
  • ainda que você tenha maior liberdade para suas composições, pode-se pensar em elementos que combinam entre si. Uma opção é trabalhar cores complementares (como roxo e amarelo, azul e laranja, verde com vermelho, entre outras possibilidades);
  • alguns dos principais estilos que estão presentes em projetos planejados do estilo Maximalista é o barroco, pós-moderno, contemporâneo e clássico. Mas você não precisa se limitar a eles;
  • móveis grandes, sobreposição de tapetes, papéis de parede estampados e cortinas coloridas colocadas em conjunto no mesmo ambiente é um grande exemplo do cruzamento de estilos e tendências no mesmo local.

maximalismo na composição

Design teatral

Essa é uma característica bastante marcante no Maximalismo: criar uma espécie de design teatral no ambiente. Alguns pontos que estão ligados com essa tendência são:

  • os consumidores querem cada vez mais adicionar toques pessoais e artísticos em suas casas, em todos os níveis do mercado. Soluções temporárias que podem ser facilmente alteradas são ideais, como tintas e tapetes. Assim, caso queira mudar algo, terá menos problemas para isso;
  • traços de pincel aparecem em paredes e pisos, adicionando um toque criativo aos espaços. Azulejos e superfícies geram toques brilhantes que podem ser livremente compostos em padrões;
  • o foco expressivo do Maximalismo atualiza estilos mais industriais com injeções de cores vibrantes. O concreto é interrompido pela geometria dos azulejos e tijolos, brincando com cores em diversas combinações, que são especialmente relevantes para o contraste dos espaços.

composição maximalista

Free style

O free style está intimamente ligado com o Maximalismo. Veja a seguir como ele é incorporado nos projetos:

  • o free style proporciona interiores cobertos do chão ao teto em superfícies glamourosas. Glitter pode ser misturado em rejuntes ou concretos, resultando em surpreendentes efeitos;
  • a mistura de elementos como cortinas, tapetes, almofadas e papéis de parede finaliza a estética recheada dos projetos;
  • formas exploram desiguais contornos projetados, para um eclético resultado visual.

cores fortes e maximalistas

Como aplicar o Maximalismo no meu projeto?

Você deve estar se perguntando agora: ok, mas como eu faço isso no meu dia a dia? Vamos mostrar algumas dicas que podem auxiliar você na composição dos ambientes da sua casa no estilo Maximalista.

Paredes

As paredes podem ser totalmente neutras ou, então, auxiliarem a compor o estilo, de forma chamativa. Se for a primeira opção, uma alternativa é preenchê-la com quadros e outros objetos chamativos (nichos, flâmulas, entre diversos outros itens de decoração). No segundo caso, papéis de parede ou cores chamativas podem ser uma ótima opção.

composição maximalista

Cores

Em relação às cores, não é preciso escolher uma paleta única e trabalhar apenas com ela. Lembre-se de que é possível trabalhar com outras possibilidades. Por exemplo, se você escolhe um móvel vermelho, pode trabalhar outro em cor vibrante (amarelo, por exemplo). A vivacidade e ousadia são dois pontos que estão intimamente ligados no Maximalismo.

Itens decorativos

Os itens de decoração não precisam ser de um único padrão. Assim, você pode escolher, por exemplo, plantas gigantes e pequenas, com vasos de estilos diferentes, quadros modernos, peças que remetam ao barroco, aplicar tendências geométricas e clássicas, entre uma série de outras possibilidades. Não é preciso se limitar a um estilo; você pode abusar das formas e possibilidades.

Criatividade

O importante é deixar a criatividade extravasar e aproveitar a liberdade de trabalhar com uma série de estilos e tendências, de acordo com o seu desejo.

decór maximalista

O exagero pode facilmente ser considerado cafona, mas com equilíbrio é possível juntar referências do Maximalismo com o minimalismo e fazer um ambiente extremamente aconchegante, focando a história de cada elemento.

Você quer complementar seu conhecimento sobre arquitetura e decoração? Conheça o blog da Finger!

 

Você pode estar sempre atualizado com a Finger e com o Refresherbasta clicar aqui.

Créditos: REFRESHER® Trends

Olá, tudo bem? Gostaria de informações sobre a Finger.