03out

Como ter uma cozinha mais funcional? Confira 7 dicas!

Como ter uma cozinha mais funcional? Confira 7 dicas!

Já teve a maravilhosa sensação de que um espaço foi feito especialmente para atender suas necessidades? Tudo fica mais fluído, você encontra o que precisa sem grandes esforços e as tarefas são cumpridas com tranquilidade. Isso acontece, por exemplo, em uma cozinha funcional e devidamente planejada.

Existem vários truques para otimizar o ambiente usado no preparo das refeições e encontros sociais. Muitos deles, inclusive, podem ser facilmente adaptados a diversos imóveis e rotinas familiares. A ideia é tornar o dia a dia mais prático para todos os moradores e fazer com que economizem tempo.

Se você se interessou pela proposta, veja agora 7 dicas para trabalhar o conceito de funcionalidade.

cozinha integrada

Projeto: Studio Living de Caxias – Obra: Studio FF – Fotos: Artur Pretto

1. Investir em móveis planejados

Como o objetivo da cozinha funcional é facilitar a vida das pessoas, nada melhor que apostar em um projeto que considere o perfil, as preferências e os hábitos da família. Os móveis planejados se encaixam nessa definição porque permitem a completa personalização de suas características.

Ou seja, ao encomendar seus modelos, você poderá determinar questões como tamanho, formato, cores, texturas, ornamentos, divisões internas e demais detalhes relacionados às peças. Isso garante aproveitamento máximo da área disponível, melhora a organização e traz o visual que você sempre quis para a sua cozinha.

cozinha planejada

Projeto: Natalia Veloso Arquitetura – Execução: Finger Goiânia – Fotos: Play Motioon

Muita gente pensa em armários planejados, mas é possível compor o ambiente inteiro com um projeto bem estruturado. Nesse caso, além de ocupar os espaços de maneira inteligente, você consegue padronizar a estética do cômodo para remeter a um estilo decorativo específico.

2. Distribuir bem os volumes

Além da mobília, é preciso pensar na disposição dos eletrodomésticos e até dos pequenos acessórios, como lixeiro, fruteira ou qualquer outro item que possa ficar disperso no ambiente. Por menor que seja, um elemento solto no meio do caminho pode atrapalhar bastante os seus afazeres.

Uma dica importante é pensar na posição dos itens mais volumosos por primeiro, de modo que não fiquem tão próximos das aberturas. Peças como geladeira, torre quente e até mesmo um freezer vertical criam uma barreira quando colocados perto de janelas e portas, prejudicando a entrada da luz natural e a ventilação.

O aspecto visual também fica comprometido, passando a impressão de que tudo está apertado. Então, se possível, planeje a disposição dos volumes avulsos junto ao projeto de móveis planejados. Depois, com tudo instalado, será muito mais fácil acomodar os recursos compactos

3. Priorizar estilos simples

Uma boa maneira de deixar a cozinha funcional é reduzir os estímulos produzidos pela mistura excessiva de elementos, bem como o acúmulo de objetos. Quanto mais coisas e informações estiverem presentes, mais dificuldade você terá para se concentrar nas atividades que considera importantes.

cozinha paralela lavanderia integrada branca

Projeto: Studio Trasse – Execução: Finger Casa Forte – Fotos: Débora Nascimento

Não é à toa que o conceito minimalista aparece tantas vezes em ambientes que priorizam a funcionalidade. Se você explorar bem as características desse estilo, verá que ele dispensa os exageros para evitar a desordem. Caso queira outro tema decorativo, procure limitar a cartela de cores e os materiais para não carregar a composição.

4. Verticalizar sem medo

Muitas pessoas hesitam em manter os pertences na vertical por receio de deixar o ambiente poluído. Outra preocupação tem a ver com a acessibilidade das coisas, que pode ficar dificultada em alguns casos. Se você pensa assim, saiba que nem todo suporte mantém os utensílios e demais recursos visíveis.

Cozinha Cinza Soul Collection

Cozinha Soul Collection – Padrões Staub e Staff
Projeto: Paulo André Assumpção – Fotos: Otávio Assumpção

Com um bom conjunto de armários fechado, é possível elevar panelas, louças e copos sem afetar a aparência da cozinha. Nos casos em que a exposição for desejada, a dica é usar prateleiras, ganchos e nichos em pontos específicos das paredes. Sempre faça um teste antes de fixá-los permanentemente, a fim de verificar que o local escolhido é realmente adequado.

Vale reforçar, de novo, o potencial dos móveis planejados para ganhar mais áreas de compartimentos para manter tudo em ordem. Afinal, tanto o número de divisões quanto o formato delas serão definidos de acordo com suas necessidades.

5. Escolher materiais fáceis de limpar

A cozinha funcional também deve favorecer a manutenção de diversas superfícies para que os moradores não percam tanto tempo realizando faxinas. O cuidado deve ser maior naquelas áreas que costumam receber muito vapor, fumaça, respingos de água e resíduos de alimentos.

É o caso, por exemplo, da parede atrás da pia, também conhecida como backsplash. Nesse local, vale a pena assentar revestimentos resistentes ao calor e à umidade. Azulejos e pastilhas sem relevos são ótimas opções porque protegem a alvenaria e podem ser lavados com frequência.

cozinha planejada provençal

Projeto: Airton Oliveira – Execução: Finger Passo Fundo – Fotos: Otávio Assumpção

O mesmo vale para a escolha dos demais materiais, como o piso e os acabamentos da mobília. Se você deseja um tampo de pedra em sua estrutura de ilha, procure rochas que têm pouca porosidade para não se deparar com uma superfície manchada por conta do acúmulo de água.

6. Categorizar os itens

Quem nunca se incomodou com a falta de organização para guardar as coisas? É muito chato ter que fazer um esforço para lembrar onde estão suas vasilhas, facas e demais artigos favoritos. Para evitar o problema, trabalhe com categorias de itens e armazene os semelhantes sempre no mesmo local.

Coisas pequenas se perdem com facilidade, portanto, experimente acomodá-las em caixas antes de levar para dentro de gavetas e armários. Dessa forma, você consegue pegar o que precisa rapidamente, sem correr o risco de revirar tudo.

cozinha tons neutros - luxo moveis planejados

Projeto: Atrativa Finger de Concórdia – Fotos: Júlio Gomes Filho

A conquista de uma cozinha funcional também passa pela etapa de organizar a despensa. Mantenha os alimentos em embalagens bem fechadas e, se possível, com etiquetas que indiquem o conteúdo e a data de validade. Produtos usados com mais frequência devem ser mantidos à frente, em um local de fácil acesso.

7. Embutir elementos

O visual clean é desejável para transmitir equilíbrio e facilitar a identificação dos artigos domésticos. Sem contar que, em cozinhas de conceito aberto e integradas a outros ambientes, sempre é bom manter as coisas no devido lugar porque elas estarão visíveis.

Muitos arquitetos propõem os elementos embutidos para esconder detalhes indesejados ou reduzir os volumes nas áreas de trabalho. É o caso, por exemplo, da calha úmida no lugar do escorredor, da lixeira acoplada à parte interna do balcão da pia ou da coifa camuflada em um armário aéreo.

cozinha madeira e bege

Projeto: Polly Vaz Interiores – Execução: Finger Brasília – Fotos: Everton L.

São muitas estratégias interessantes para conceber uma cozinha funcional que se adapte ao seu local de moradia. E como os móveis personalizados facilitam vários ajustes, desde a decoração até o uso do espaço, não deixe de investir em modelos feitos por empresas especializadas.

Quer aproveitar para escolher a mobília ideal? Fale com a nossa equipe e saiba como a Finger pode ajudar!

solicite orcamento moveis planejados personalizados

SOLICITE UM ORÇAMENTO