12jun

Decoração industrial: quais as características dessa tendência?

escrito por Mauara Zamin
Decoração industrial: quais as características dessa tendência?

Você se interessa pela estética inusitada da decoração industrial? Esse estilo existe há muito tempo, mas nunca deixou de ser uma possibilidade para compor casas e apartamentos modernos. Nem ambientes comerciais e corporativos escapam quando o objetivo é ter mais funcionalidade.

O motivo? Projetos com inspiração na indústria têm um pouco de semelhança com o minimalismo, visto que a ideia é priorizar o essencial em cada espaço. Ao contrário do se possa imaginar, no entanto, a parte visual não é prejudicada porque a própria estrutura e os acabamentos dos materiais dão conta de valorizar o projeto.

Decoração industrial

Finger Passo Fundo

Quer saber mais sobre o tema e descobrir as principais características do estilo industrial? Continue a leitura e confira!

Como surgiu a decoração industrial?

Foi entre os anos 1950 e 1970 que essa proposta começou a ganhar a cara que tem hoje. Na época, mais especificamente na cidade de Nova Iorque, muitas fábricas foram desocupadas e deixadas para trás. Artistas locais e outros grupos de pessoas, observando a possibilidade de moradia, passaram a habitar essas construções.

Com o tempo, a interação dos novos moradores com os velhos galpões e frigoríficos daria origem a um estilo único: o tema industrial que você conhece atualmente. A presença humana garantiu um toque pessoal às instalações extremamente funcionais, quebrando um pouco de sua frieza e seriedade.

Como dá para imaginar, as indústrias sempre tiveram espaços amplos, com pé-direito alto e poucas divisórias internas. Muitas também contam com grandes aberturas laterais ou zenitais (em diferentes pontos do telhado), o que possibilita uma boa ventilação e a entrada de bastante luz natural.

Quais são as características desse estilo?

A decoração industrial tira proveito de vários detalhes presentes nas antigas fábricas. Mesmo que o seu imóvel não tenha uma configuração parecida com a das indústrias, é possível trabalhar o estilo de inúmeras maneiras. Confira, a seguir, as principais características com dicas de projeto.

Estruturas e instalações aparentes

Na proposta industrial, tudo o que faz parte da construção é valorizado ao máximo. Isso inclui desde os elementos estruturais, como vigas e pilares, até detalhes da cobertura. Pode ser, por exemplo um telhado com tesoura de madeira, uma fileira de treliças metálicas ou até um rasgo de vidro.

Algumas instalações elétricas, trechos de tubulações e cabos também fazem parte da composição, tanto que não devem ser escondidos a todo custo. Fica um efeito bem interessante o contraste de materiais e volumes, com fios cobrindo as paredes ou percorrendo longos corredores.

Cores sóbrias em boa parte das superfícies

Praticidade é essencial em um chão de fábrica ou linha de produção. Tanto que a paleta da decoração industrial não é muito colorida, embora muitas pessoas gostem de acrescentar itens vibrantes para criar pontos focais (um eletroportátil vermelho na cozinha, uma mesinha verde na sala, uma penteadeira amarela no quarto etc).

As cores sóbrias são as favoritas justamente porque remetem aos materiais construtivos encontrados em galpões: concreto (cinza), madeira (marrom e suas variações), tijolos (âmbar ou alaranjado), metais (preto e prata). O branco também é uma excelente opção para integrar todas essas tonalidades.

SALA decoração industrial

Projeto: Plano B Arquitetura / Conceito Engenharia RJ / Bruno Mendonça – Execução: Sardaux Móveis Oficial / Rafael Sardaux – Fotos : Carol Gomes

Boa oferta de luz e ventilação natural

O estilo industrial, como dito, evidencia a luz que vem de fora a partir de diferentes aberturas. Janelas, portas, fechamentos em vidro e até claraboias são bem-vindas para potencializar a claridade. Se houver cortinas nos ambientes, o ideal é que sejam leves e tenham cor clara para não barrar toda a luz que chega.

À noite, vale a pena dispor diferentes modelos de luminárias pelos recintos para valorizar a beleza dos materiais. A iluminação indireta cria efeitos incríveis, intercalando áreas de penumbra com pontos bem destacados. Já a ventilação é favorecida quanto se tem aberturas localizadas em extremidades opostas, que permitem a passagem do ar.

Ambientes amplos e integrados

A decoração industrial funciona muito bem com as plantas livres e abertas. O objetivo é aproveitar a metragem interna ao máximo, sem perder nenhum centímetro. Priorizar a integração de áreas também favorece a distribuição da luz, o que torna a solução perfeita em diferentes aspectos.

decoração industrial

Projeto: Andressa Verdi – Execução: Finger Goiânia – Foto: Play Motion MP

As residências contemporâneas já seguem essa configuração ao unir cozinhas com salas de estar, salas de jantar com varandas, quartos com closets, entre outras propostas. Se houver necessidade de separar ambientes, a dica é fazê-lo com elementos móveis e vazados, como os biombos e até mesmo as estantes.

Materiais e acabamentos rústicos

Pensou em madeira de demolição, cimento queimado e tijolo maciço? Esses materiais têm tudo a ver com o tema porque não apresentam um acabamento considerado perfeito. Na indústria, é comum encontrar uma estética simples, que foge da beleza comum — nada de paredes cuidadosamente rebocadas e de superfícies sem nenhuma mancha.

decoração industrial

É claro que ninguém quer um ambiente de baixa qualidade, por isso, uma boa solução para projetos modernos é apostar nos revestimentos que produzem a estética dos materiais rústicos. Cerâmicas, porcelanatos, ladrilhos, pastilhas e até papéis de parede são excelentes apostas para aplicar o efeito desejado em cada superfície.

Como aplicar em projetos?

A decoração industrial pode ser adaptada a qualquer espaço de moradia. Com a orientação de um profissional do design ou da arquitetura, a ideia certamente trará ótimos resultados em sua casa. Lembre-se de buscar inspirações para ter certeza sobre a estética desejada, observando como ela se comporta em diversos cômodos.

Outro cuidado é investir em produtos de qualidade, o que inclui desde os artigos decorativos até os itens da mobília. Para acertar nas medidas e obter os acabamentos perfeitos, escolha móveis planejados para o seu projeto. Esse tipo de peça tem medidas editáveis que se ajustam a qualquer cantinho ou configuração de layout.

Também é possível definir cada detalhe final da mobília, desde as cores até os itens de apoio (puxadores, ferragens, pezinhos, entre outros pontos). Portanto o importante, no fim das contas, é conseguir ver aplicado tudo aquilo que foi proposto no início do planejamento.

Gostou de saber sobre as características da decoração industrial? Esse estilo traz bastante personalidade ao imóvel, sendo indicado para pessoas que gostam de inovar quando o assunto é decoração. Acompanhe-nos nas redes sociais e inspire-se com mais dicas e ideias para transformar seu espaço em um verdadeiro ambiente industrial!

solicite orcamento moveis planejados personalizados

Aproveitando o assunto, descubra também como fazer uma estante com estilo industrial!

SOLICITE UM ORÇAMENTO Certificado de garantia