16out

Bancada para cozinha: qual o melhor material e o que considerar?

Bancada para cozinha: qual o melhor material e o que considerar?

A escolha do material da bancada para cozinha é uma das importantes decisões que os moradores tomam em uma reforma ou construção. Isso porque a bancada tem múltiplas funções na mobília da cozinha: apoio para a preparação dos alimentos, mesa para refeições rápidas, divisão de ambientes integrados, entre outras utilidades.

A bancada ideal é aquela que se adapta aos diversos usos no dia a dia de uma família, ao mesmo tempo em que se mantém conservada. Por isso, a bancada para cozinha é produzida a partir de um material estável e muito resistente, como a pedra.

Embora outros elementos — como inox e madeira — também possam ser usados, a pedra é a matéria-prima favorita por sua versatilidade. São diversas opções de pedras para bancada de cozinha disponíveis no mercado hoje, das mais naturais às mais tecnológicas.

Para ajudar você a escolher o estilo de bancada perfeito para seu gosto e necessidades, preparamos este guia com as características e a aplicação de cada material. Continue a leitura e descubra qual pedra é a ideal para a sua casa planejada.

Quais são as pedras usadas para bancada de cozinha?

As pedras para cozinha podem ser totalmente naturais ou ainda fabricadas a partir de uma combinação entre pedras naturais e aditivos sintéticos. Enquanto as naturais têm desenhos e veios variados, as sintéticas são lisas e homogêneas. Porém, as diferenças vão muito além do visual estético.

Conhecer cada tipo de pedra de bancada para cozinha é fundamental a fim de pesar os prós e os contras de cada material. A seguir, apresentamos as principais pedras usadas na cozinha planejada.

Granito

Devido ao baixo custo, o granito é a pedra natural mais comum em bancadas para cozinha. A aparência dessa rocha varia bastante em termos de cor e de padrão: do mais granulado ao mais liso, como o São Gabriel e o Preto Absoluto.

O granito é resistente a impactos e a altas temperaturas. No entanto, é uma pedra que exige cuidados na manutenção, pois absorve líquidos e pode ficar manchada. Por isso, vale a pena considerar um serviço de impermeabilização.

Como o granito tem um visual marcante, a bancada acaba se tornando um ponto de atenção na decoração da cozinha. Por isso, recomenda-se associar essa pedra a móveis de cores neutras. No caso de uma cozinha americana, é preciso levar em conta também a harmonização com o estilo decorativo da sala.

Mármore

Mais nobre que o granito, o mármore também é uma pedra natural. A diferença no visual é que o mármore tem um padrão mais homogêneo — o que facilita a combinação com os móveis de cozinha.

Trata-se de uma pedra bastante permeável e que risca facilmente. Portanto, seu uso não é muito indicado em bancada de cozinha com pia, em razão do contato direto com água. Apesar disso, é um material que pode trazer muita sofisticação para a superfície de outros móveis na cozinha.

Silestone

O silestone é uma pedra tecnológica também conhecida como mármore composto porque é composta de quartzo com adição de resina de poliéster. Sua aparência é lisa e há diversas opções de cores, sendo o branco o mais tradicional.

Em termos de resistência a riscos e manchas, o silestone é uma opção superior ao granito e ao mármore, pois o quartzo tem baixa porosidade. Ainda assim, é preciso ter cuidado com objetos quentes, como panelas e assadeiras, por causa da resina.

Outra vantagem do silestone é que o material pode ser recuperado em caso de danos: retira-se apenas a área prejudicada e substitui-se pelo mesmo material de forma que as emendas fiquem invisíveis.

Nanoglass

O nanoglass é um elemento industrializado feito com resina e pó de vidro. Sua aparência é homogeneamente branca e de brilho intenso. A superfície polida do nanoglass garante baixa porosidade e resistência a manchas, mas não suporta altas temperaturas.

Como tem vidro na composição, o material é muito rígido e de delicado manuseio. Para evitar trincas e rachaduras que não podem ser recuperadas, é preciso contratar uma instalação altamente especializada.

Porcelanato

Mais conhecido como revestimento de cozinha, o porcelanato também pode ser usado nas bancadas. Mas, diferentemente das outras pedras, não pode ser instalado diretamente sobre o móvel. Ou seja, é necessária uma estrutura metálica específica para fixá-lo.

Os tampos desse tipo de cerâmica são uma opção interessante para a bancada de cozinha com pia, pois trata-se de um material de baixa porosidade e fácil manutenção. Porém, é preciso levar em conta que o porcelanato não é tão resistente a impactos como outras pedras.

Como escolher o melhor material para sua bancada?

Agora que você já conhece as características de cada material, confira nossas dicas sobre o que considerar para acertar na escolha da sua bancada para cozinha!

Durabilidade

Em geral, a matéria-prima usada na bancada para cozinha dura muito. É claro que a conservação ao longo do tempo depende de outros fatores, principalmente a frequência de uso.

Se você gosta de cozinhar e faz muitas refeições em casa, a cozinha deve ser um dos ambientes mais frequentados do seu lar. Então, pondere esse fator ao escolher a pedra da bancada e opte por um dos tipos reconhecidos pela alta durabilidade.

Estética

O acabamento estético da bancada para cozinha é o fator que varia mais de um material para o outro. Portanto, dedique um tempo para ver as pedras ao vivo e pesquise aplicações para visualizar como elas combinam com outros elementos do ambiente.

Para fazer uma escolha que tenha a sua cara, saiba quais estilos de decoração mais combinam com você e inspire-se com referências alinhadas ao seu interesse. Se você gosta de móveis rústicos e plantas, as pedras naturais são uma excelente opção. Já se seu estilo é minimalista, aposte nas bancadas lisas de materiais sintéticos.

Tamanho

A área que deve ser coberta com a pedra também é um fator que pode influenciar na escolha. Grandes bancadas predominam na decoração da cozinha, portanto, devem seguir um padrão que não canse com o passar do tempo.

O tamanho ainda impacta diretamente no preço da peça. Por isso, uma vantagem da bancada de cozinha pequena é que há uma área menor, o que permite investir em um tipo mais sofisticado de acabamento.

Praticidade

Uma pergunta a ser feita antes da definição do material é: quanto tempo os moradores estão dispostos a gastar cuidando da manutenção da bancada? Alguns tipos de pedra podem passar dias com respingos de líquidos, enquanto outros exigem uma limpeza dedicada a cada uso.

Se a praticidade for um fator muito relevante no seu dia a dia, opte pelos modelos de baixa porosidade e que não riscam facilmente. Assim você garante uma cozinha sempre bonita.

Conhecer as opções de bancada para cozinha é um dos passos para deixar o ambiente mais aconchegante e funcional. Outra decisão importante para atingir esse objetivo é em relação à mobília. Por isso, não deixe de conferir o que é preciso considerar na escolha dos móveis planejados de cozinha.

Powered by Rock Convert
Olá, tudo bem? Gostaria de informações sobre a Finger.